Sérgio Castro
Sérgio Castro

Doria defende concessão de sistema funerário para a iniciativa privada   

Candidato do PSDB discutiu com diretor de hospital após chamar o local de “açougue”

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

23 Agosto 2016 | 17h56

O candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, João Doria, defendeu nessa terça-feira, 23, a transferência do sistema funerário de São Paulo para a iniciativa privada e afirmou que a atual gestão escolheu “o pior caminho” ao construir e operar creches.

“O serviço funerário em São Paulo é ruim e muitas vezes com atos de corrupção. É preferível ter uma concessão para o setor privado, sem aumentar custo. Isso acontece em várias cidades brasileiras e fora do Brasil."

Sobre as creches, o candidato afirmou que mais de 103 mil crianças esperam vagas, mas a Prefeitura não consegue fazer esse atendimento. “A melhor opção não é construir creches. Isso custa caro e leva muito tempo.

O melhor utilizar edificações já existentes, tanto do município quanto do Estado”.

Durante uma visita ao Hospital Municipal do Campo Limpo, Doria bateu boca o diretor, Roberto Watanabe, e uma conselheira. Eles se irritaram com o tucano após ele chamar o local de “açougue”.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.