Domínio político de Sarney se restringe a grotões do Estado

O grupo político do presidente do Senado, José Sarney (PMDB), e de sua filha, Roseana, governadora do Estado, foi derrotado em quatro das cinco maiores cidades do Maranhão. Ainda que o PMDB tenha saltado de 16 para 47 prefeituras, o domínio político de aliados da oligarquia foi mantido principalmente nos pequenos municípios, os chamados grotões. Das 38 cidades com menos de 10 mil habitantes, os sarneyzistas comandam 31. Confinado ainda mais ao interior, o grupo vive um vácuo político para a disputa ao governo em 2014. O nome tido como natural, do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, começa a ser questionado internamente e Roseana estuda lançar Luís Fernando Silva, seu secretário da Casa Civil.

O Estado de S.Paulo

22 de outubro de 2012 | 07h01

O retrato da eleição nas maiores cidades mostra que a dificuldade em São Luís, onde o candidato sarneyzista ficou em quarto lugar, não é uma situação isolada. O grupo detinha o comando de duas cidades entre as maiores, São José de Ribamar e Timon. Nesta eleição, ficou apenas com a primeira delas, com a reeleição de Gil Cutrim (PMDB). / E.B.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012José Sarney

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.