'Dois anos até que passam rápido', afirma ex-mulher

A comerciante Clara Becker, primeira mulher do ex-ministro José Dirceu, disse ter ficado "aliviada" ao saber que ele terá possibilidade de ficar em regime semiaberto depois de 1 ano e 9 meses de prisão. "Meu filho Zeca (Dirceu, deputado federal, PT-PR) havia me dito para eu esperar pelo pior. Dois anos até que passam rápido", afirmou Clara.

O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2012 | 02h03

Ela disse também ter ficado aliviada ao saber que o ex-ministro só deve começar a cumprir a sentença em 2013. Dessa maneira poderá passar a virada de ano com o filho. "Farão uma grande festa." / DÉBORA BERGAMASCO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.