Dirigente descarta Temer como nome ao governo paulista

O presidente do PMDB paulista, deputado estadual Baleia Rossi, descartou ontem o lançamento do vice-presidente da República, Michel Temer, à disputa do Palácio dos Bandeirantes no ano que vem. A possibilidade vem sendo cogitada na seguinte engenharia eleitoral: os peemedebistas abririam mão da vice na chapa de reeleição de Dilma Rousseff em favor do PSB de Eduardo Campos e, em troca, Temer seria candidato à sucessão de Geraldo Alckmin (PSDB) com o apoio do PT. "Temer não tem disposição alguma em ser candidato a governador", disse Rossi, afilhado político do vice-presidente. Segundo o deputado estadual, as especulações não têm "nenhum fundo de verdade". "Reafirmamos total apoio à manutenção do Temer como vice da Dilma", reiterou o deputado estadual, segundo quem os possíveis candidatos a governador pelo PMDB são o atual presidente da Fiesp, Paulo Skaf, que já colocou publicamente sua pré-candidatura, e o deputado federal Gabriel Chalita. / GUSTAVO PORTO e DAIENE CARDOSO, DA AGÊNCIA ESTADO

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.