Jonathas Cotrim/Estadão
Jonathas Cotrim/Estadão

Dinis Pinheiro é lançado como pré-candidato a senador na chapa do PSDB

Solidariedade é o quinto partido a anunciar apoio à pré-candidatura de Antonio Anastasia em Minas

Jonathas Cotrim, O Estado de S.Paulo

28 Junho 2018 | 15h29

BELO HORIZONTE - O ex-deputado estadual Dinis Pinheiro (Solidariedade) foi anunciado como pré-candidato ao Senado na chapa de Antonio Anastasia (PSDB) na manhã desta quinta-feira, 28, após seu partido ter fechado acordo com o pré-candidato tucano ao governo de Minas Gerais.

+ Dinis Pinheiro, do Solidariedade, retira pré-candidatura ao governo de Minas

Inicialmente, Dinis Pinheiro era pré-candidato ao governo de Minas Gerais pelo Solidariedade. No começo de junho, porém, ele desistiu da disputa ao Palácio da Liberdade para tentar uma das cadeiras no Senado. Desde então, conversava com o PSDB. O ex-governador Alberto Pinto Coelho (PPS) foi confirmado como suplente do ex-deputado estadual, que foi presidente da Assembleia Legislativa mineira.

Com a entrada de Dinis Pinheiro na chapa, resta apenas mais uma vaga majoritária para a formação da coligação estadual tucana. A tendência é de que o jornalista Carlos Vianna, pré-candidato ao Senado pelo PHS, conquiste a segunda vaga, desejo que ele já deixou claro. Para a confirmação acontecer, o PHS deverá anunciar apoio formal a Anastasia, que diz não ter pressa para fechar a composição.

+ ‘Polarização não levou Minas para o lugar que deveria’, diz pré-candidato do DEM ao governo

"Estamos nessa fase de convergências, a cada dia, a sua etapa. Não tenho preferidos e nem posso ter. A chapa unida é que trabalharemos para a vitória completa", disse o Anastasia, ao ser questionado se preferia a presença de Vianna ou de Aécio Neves (PSDB) na segunda vaga da disputa pelo Senado.

O evento desta quinta-feira reuniu as principais lideranças dos partidos que já se alinharam com Anastasia. O Solidariedade foi o quinto partido a anunciar apoio ao PSDB para as eleições deste ano em Minas - a coligação encabeçada pelos tucanos conta ainda com PSD, PPS, PSC e PTB.

+ PTB formaliza apoio a pré-candidatura de Anastasia (PSDB) em Minas

Diante da possibilidade de enfrentar a ex-presidente cassada Dilma Rousseff (PT) - que poderá lançar candidatura em Minas para as eleições deste ano, após ter transferido seu domicílio eleitoral para o Estado em abril - Dinis Pinheiro afirmou que "a vida política precisa ser feita por princípios, não por conveniência ou atitudes oportunistas", prometendo derrotar a petista caso ela concorra ao Senado.

Ausência

Anastasia voltou a dizer que a decisão sobre a candidatura de Aécio - que não apareceu no evento desta quinta - partirá do próprio senador, que é réu no Supremo Tribunal Federal sob a acusação de corrupção passiva e obstrução de justiça. Dinis Pinheiro, por outro lado, afirmou que não se preocupa com a possibilidade de que Aécio tente a reeleição nem com a entrada de Carlos Vianna na coligação.

"Eu estou preocupado em buscar minha vitória e do Anastasia. Não compete a mim a segunda vaga", afirmou o ex-deputado estadual. O deputado federal Domingos Sávio, presidente do Diretório Estadual do PSDB, afirmou que Aécio já está participando do processo eleitoral, mesmo sem anunciar se concorrerá nas eleições. "Ao dizer que o mais importante para Minas naquele momento era uma união em torno do nome de Anastasia, ele (Aécio) já está participando. Ele não está fora do processo. Não se faz política só sendo candidato."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.