Dilma deve ser alvo de novos protestos em Alagoas

Depois de sair pela porta dos fundos do Palácio do Planalto por causa da manifestação de grevistas anteontem, a presidente Dilma Rousseff deverá ser alvo de novos protestos hoje, quando participa no município alagoano de Marechal Deodoro da inauguração de uma unidade da empresa Braskem. Sindicatos de servidores do Poder Judiciário federal e de trabalhadores do serviço público federal no Estado, professores e estudantes da Universidade Federal de Alagoas e outras entidades preparam uma série de manifestações para pressionar a presidente a conceder reajustes salariais. "Vamos recepcioná-la de forma muito pacífica, sem danificar o patrimônio, vamos ficar calados com as nossas faixas", disse o presidente do Sindsep-AL, Gerson dos Santos. "Estamos pedindo que ela negocie e respeite os aposentados."

O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2012 | 03h06

A cerimônia será fechada para convidados e jornalistas. Como a presidente chega e sai do local de helicóptero, ela não deverá se encontrar com os manifestantes. O governador de Alagoas, Teotônio Vilela (PSDB), e a presidente da Petrobrás, Maria das Graças Foster, participam da solenidade. / RAFAEL MORAES MOURA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.