Deputado tucano diz que PSDB não soube mostrar avanços de Kassab

Para Edson Aparecido, Serra também foi criticado por ter deixado a Prefeitura em 2006

GUILHERME WALTEMBERG, ALVARO CAMPOS, RICARDO CHAPOLA E BRUNO BOGHOSIAN, Agência Estado e O Estado de S. Paulo

28 de outubro de 2012 | 20h40

O coordenador da campanha de José Serra, deputado federal Edson Aparecido (PSDB), afirmou, na noite deste domingo, 28, que a derrota do tucano nas eleições municipais está ligada ao fato da campanha não ter conseguido mostrar os pontos positivos da gestão de Gilberto Kassab (PSD), que tem sido mal avaliada pela população de São Paulo. Aparecido citou também o fato de Serra ter sido criticado durante o primeiro turno por ter deixado a Prefeitura pouco mais de um ano após assumi-la, em 2006.

"A campanha enfrentou adversidades no primeiro turno. Eram cinco candidatos batendo no Serra e desinformando a população sobre a sua renúncia da Prefeitura. Além disso, não conseguimos explicar tudo de bom que foi feito na gestão Kassab", afirmou.

Para Aparecido, a primeira semana da campanha tucana no segundo turno "patinou" ao entrar no debate sobre o chamado "kit gay". "No segundo turno, teve a primeira semana que nós patinamos. Seguramente, o resultado teria sido diferente", afirmou o deputado, ressaltando que discussão sobre a polêmica envolvendo a manutenção ou rompimento da parceria entre a Prefeitura e as organizações sociais (OS) em hospitais trouxe mais resultado à campanha.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2012PSDBEdson Aparecido

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.