Deputado do PSB acredita que partido vai apoiar Marina

Gonzaga Patriota afirma que não vê como PSB não vai apoiar vice como substituta de Eduardo Campos

Angela Lacerda, O Estado de S. Paulo

15 de agosto de 2014 | 16h28

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) acredita que o seu partido irá se unir em torno da candidatura de Marina Silva à presidência da República, em substituição a Eduardo Campos, morto na última quarta-feira (13) em um acidente aéreo. "Eduardo escolheu Marina como sua vice por confiar nela e nós temos que manter esta confiança", afirmou ele, há pouco, em frente a casa da família de Campos, no bairro de Dois Irmãos, zona norte do Recife.

"Na hora que o PSB concedeu a vice a Marina, não vejo como o partido não concordar que ela seja a substituta", afirmou Patriota, ao citar lideranças como o deputado federal Beto Albuquerque e o senador Rodrigo Rolemberg que, segundo ele, comungam dessa ideia. O PSB pernambucano deverá apoiar de forma unânime a candidatura, acompanhando, também, o irmão de Campos, o advogado Antonio Campos, filiado ao partido e com direito a voto, que nesta quinta-feira (14) divulgou carta em defesa do seu nome.

De acordo com Patriota, na próxima quarta-feira (20), em Brasília, o partido irá se reunir para a primeira discussão sobre o assunto. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.