Depoimentos de Costa deixam Planalto em clima tenso

Em conversas reservadas, integrantes da equipe da presidente dizem ter certeza de que áudios dos depoimentos serão um 'prato cheio' para os tucanos

Vera Rosa, Tânia Monteiro e Débora Bergamasco, O Estado de S. Paulo

09 de outubro de 2014 | 22h25

BRASÍLIA - Causaram muita preocupação no Planalto e no comando da campanha de Dilma Rousseff os depoimentos do ex-diretor da Petrobrás Paulo Roberto Costa e do doleiro Alberto Yousseff à Justiça Federal. Em conversas reservadas, integrantes da equipe da presidente disseram ter certeza de que os áudios dos depoimentos serão um “prato cheio” para o candidato do PSDB, Aécio Neves, usar na propaganda da TV. Os petistas mostraram apreensão com o impacto das denúncias, principalmente porque agora se ouve a voz do delator, e acreditam que as acusações podem ter potencial tão explosivo como o mensalão. 

Dilma estava em Aracaju quando soube dos vídeos e baixou a lei do silêncio. Na tarde desta quinta-feira, 9, nenhum coordenador da campanha nem ministros falaram sobre as denúncias de corrupção. O presidente do PT, Rui Falcão, e o tesoureiro do partido, João Vaccari, divulgaram notas repudiando com veemência as declarações de Costa. 

A candidata do PT à reeleição foi aconselhada a reagir “à altura”, partindo para o confronto público com Aécio, que já chama o escândalo de “petrolão”, termo usado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. A campanha do tucano, por sua vez, decidiu não abordar as novas denúncias na noite de ontem, no primeiro programa de TV do segundo turno, mas vai incluir o tema nas próximas propagandas de dez minutos e nos comerciais diários, a partir desta sexta. Dilma vai responder aos ataques no primeiro debate com Aécio, na próxima terça-feira, na TV Bandeirantes. 

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesPaulo Roberto Costa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.