Denúncias e derrotas atingem veteranos de PT e PSDB

PT e PSDB dispõem de nomes conhecidos nacionalmente para concorrer ao governo paulista em 2010. Para eles, porém, o desafio será superar a bagagem acumulada nos últimos anos, recheada com sucessivas derrotas eleitorais ou com envolvimento em escândalos que marcaram a cena política.Frequentemente citado como o melhor nome do PT para o governo paulista, o ex-ministro Antonio Palocci já conseguiu o apoio de vários setores do partido no Estado e é apontado como capaz de atrair o endosso de outros potenciais candidatos. Mas qualquer articulação depende do Supremo Tribunal Federal (STF). A corte deve julgar ainda no primeiro trimestre deste ano o caso da quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa, que custou a Palocci a cadeira de ministro da Fazenda.No PSDB, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) terá de suar a camisa para emplacar seu nome na disputa. ?Ele está enfraquecido dentro do partido, em parte porque recusou um acordo que lhe permitiria ser candidato a governador?, afirma Teixeira, em referência ao fato de Alckmin ter insistido na candidatura própria, em vez de apoiar o prefeito reeleito da capital paulista, Gilberto Kassab (DEM). Parte das esperanças do time do ex-governador se concentram em sua popularidade no interior, adquirida quando esteve à frente do governo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.