Demissão foi no final de janeiro

O ex-presidente da Casa da Moeda, Luiz Felipe Denucci, foi demitido no dia 28 de janeiro por suspeita de receber propina de fornecedores e lavagem de dinheiro. Denucci acusou o PTB de fazer campanha difamatória para que deixasse o cargo. Indicado pelo partido, ele perdeu apoio político em 2010. O ex-presidente é suspeito de receber, por meio de "offshores" em paraíso fiscal, US$ 25 milhões de empresas que seriam fornecedoras da Casa da Moeda. Naquela semana, o Ministério da Fazenda abriu sindicância para apurar o caso. Desde então, o ministro Guido Mantega vem sendo cobrado se teria conhecimento sobre as denúncias contra seu subordinado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.