DEM encontra Alckmin e discute vice do tucano

Líderes do DEM disseram ontem ao ex-governador José Serra (PSDB) que não abrem mão de indicar o vice numa eventual chapa do tucano na disputa pela Prefeitura - ele ainda tem de vencer a prévia do PSDB no dia 25, mas dirigentes da sigla já dão como certo que ele será o candidato.

O Estado de S.Paulo

13 de março de 2012 | 03h06

Serra também descartou uma chapa puro-sangue. Na conversa no Palácio dos Bandeirantes com o presidente do DEM, José Agripino Maia, e o governador Geraldo Alckmin, disse que a indicação de um vice tucano seria usada na campanha como indício de que ele não pretende cumprir os quatro anos de mandato.

Acompanhado do ex-vice-presidente Marco Maciel, do presidente municipal do DEM, Alexandre de Moraes, e do líder do partido na Câmara, ACM Neto, Agripino disse ainda que não será aprovada pela direção da legenda aliança que tenha o PSD, de Gilberto Kassab, na vice. O DEM, que também negocia com o PMDB - hoje há almoço entre Agripino e o vice-presidente Michel Temer -, considera o prefeito seu maior adversário político. O PSDB aguarda posição da Justiça sobre o tempo de propaganda do PSD para definir a vice. / J.D. e B.B.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.