ERNESTO RODRIGUES/ESTADÃO
ERNESTO RODRIGUES/ESTADÃO

DEM anuncia apoio a Doria e indica Garcia para vice

Para as vagas do Senado, a coligação deve ter um nome do PSDB e outro do PSD, acreditam líderes tucanos em São Paulo

Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

13 Junho 2018 | 16h13

Enquanto o DEM negocia seu futuro nas eleições presidenciais, o partido fechou apoio à pré-candidatura de João Doria (PSDB) ao governo de São Paulo. O anúncio da aliança estadual vai ser feito em coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 14.

+ Aliados de Alckmin gravam vídeos contra ‘fogo amigo’

Com isso, o líder do DEM na Câmara e ex-secretário do governo Geraldo Alckmin, Rodrigo Garcia, desiste oficialmente de ser candidato a governador e passa ser considerado para a vice de Doria na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes. O fechamento da vice-candidatura, no entanto, não deve ocorrer agora.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já indicou que retirará sua candidatura ao Palácio do Planalto para disputar a reeleição. O problema é que, sem ele no páreo, o DEM está dividido sobre o rumo a seguir. “A candidatura de Maia é consenso no DEM. Fora disso haverá intenso debate para a escolha do nosso caminho”, disse Garcia. 

++ Eleições 2018: veja quais são os prováveis candidatos a governador de SP

Uma ala do partido defende apoio a Alckmin, mas há um grupo forte que quer aderir à campanha de Ciro Gomes (PDT).

Para as vagas do Senado, a coligação deve ter um nome do PSDB e outro do PSD, acreditam líderes tucanos em São Paulo. Dentro do PSDB, disputam a vaga tucana de uma candidatura ao Senado os deputados federais Ricardo Tripoli e Mara Gabrilli e o deputado estadual Cauê Macris

Diante da indefinição do cenário nacional, uma aliança em São Paulo abriria caminho para o apoio do DEM à pré-candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB), disse ao Broadcast Político o deputado federal Vanderlei Macris (PSDB-SP). "Vai pavimentando o caminho, é um bom movimento. Respeitamos a candidatura do Rodrigo (Maia), mas a articulação nos Estados pavimenta bastante o caminho", declarou o parlamentar. (Colaborou Vera Rosa)

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.