Delta movimentou R$ 82,6 milhões de conta em ano eleitoral

Documentos em poder da CPI do Cachoeira mostram que a Delta, suspeita de envolvimento com o esquema de Carlinhos Cachoeira, fez R$ 82,6 milhões em transferências em 2010, ano eleitoral, por meio de uma única conta corrente no BMG. Envolvida no chamado mensalão do governo Lula, o banco não informou os destinatários dos repasses, que variam de R$ 300 mil a R$ 18,6 milhões. Foram ao menos 20 pagamentos em 2010, 15 deles após o início do período eleitoral, em julho.

O Estado de S.Paulo

14 de junho de 2012 | 03h05

Em 2009, as transferências ficaram em apenas R$ 4,3 milhões. Os extratos da conta, aberta no Rio, sede da construtora, contêm movimentações de 2003 a 2012. A CPI remeteu ordem de quebra de sigilo para vários bancos, mas a maioria que respondeu pediu mais prazo. A quebra de sigilos da Delta é a aposta da CPI para avançar nas relações da empreiteira com a organização de Cachoeira com políticos. / A.R. e F.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.