Delegados da PF cobram 'gesto positivo' de Dilma

Em meio à polêmica envolvendo o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), segundo o qual o governo atual não esconde a sujeira debaixo do tapete, os delegados da Polícia Federal cobram o governo Dilma Rousseff (PT). Em nota ontem divulgada, por meio da Associação Nacional dos Delegados da PF, os policiais exigem "um gesto político" do Palácio do Planalto no sentido de "consolidar a instituição como uma polícia de Estado e republicana".

O Estado de S.Paulo

05 de dezembro de 2012 | 02h01

Querem que Dilma atenda antigas aspirações da classe. "Tanto FHC quanto Lula fizeram gestos positivos para a PF, hoje reconhecidamente um quadro de excelência, agenda positiva do governo. Falta esse gesto do governo Dilma que, no início, não foi muito positivo. Houve demora na nomeação de dirigentes e forte contenção de despesas, corte de diárias. E quando isso ocorre as operações praticamente param",argumenta o delegado Cláudio Tusco, diretor de Comunicação da entidade.

Os delegados pleiteiam mandato definido para diretor-geral, além de nova estrutura administrativa e garantias legais que lhe assegure autonomia na gestão e na investigação criminal.

'Endeusado'. Ontem, Carvalho voltou a criticar Fernando Henrique, que chamara de "levianas" as palavras do petista sobre a falta de eficiência das investigações ocorridas no governo tucano. "(FHC) Está no papel de se defender. Agora, eu não vou polemizar com o ex-presidente, mas lamento muito porque o governo dele não foi isso que ele tá dizendo o que foi. Não vou ficar batendo boca, não quis ofendê-lo ", disse. Carvalho saiu em defesa também do ex-presidente Lula. "Por onde anda, Lula é endeusado, diferente de outros". / FAUSTO MACEDO e DÉBORA BERGAMASCO

Tudo o que sabemos sobre:
Mensalao

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.