Delegado Protógenes grava depoimento para petista em MG

Delegado comandou as investigações da Operação Satiagraha, que prendeu, entre outros, Daniel Dantas

EDUARDO KATTAH, Agencia Estado

30 de setembro de 2008 | 18h22

O candidato do PT à prefeitura do município mineiro de Poços de Caldas, Paulo Tadeu Silva D''Arcádia, veiculou na noite de ontem uma mensagem de apoio do delegado da Polícia Federal (PF)  Protógenes Queiroz, que foi afastado do comando da Operação Satiagraha. Num depoimento de 29 segundos, o delegado disse que levava apoio e solidariedade ao candidato, lembrando que ele havia se empenhado para a instalação de uma delegacia da PF na cidade, quando ocupou a prefeitura (2000-2004).   Veja Também:  Protógenes faz campanha para filha de Tarso em Porto Alegre     "Na gestão anterior era proposta dele trazer esta delegacia da Polícia Federal, que muito vai nos honrar em fazer parte de todo esse desenvolvimento e de todo esse progresso do povo aqui de Poços de Caldas", disse Protógenes. O delegado esteve na cidade no fim de semana, quando decidiu gravar para o petista, de quem é "amigo pessoal", segundo assessores de Paulo Tadeu, da coligação "Frente Popular - A Força do Povo" (PT-PMDB-PTB-PCB-PTC-PSB-PRB).Protógenes foi envolvido numa polêmica sobre supostos excessos cometidos durante as investigações da Satiagraha, que levou à prisão o sócio-fundador do Banco Opportunity, Daniel Dantas, o ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta e o investidor Naji Nahas, entre outros.                             Pesquisa Conforme a última pesquisa do Ibope, divulgada no dia 17, a disputa na cidade do sul mineiro é liderada pelo atual vice-prefeito, Paulinho Courominas - "Poços no caminho Certo" (PDT-PRP-DEM-PV-PSC-PSDB-PP-PRTB-PPS). O levantamento mostrou o candidato do PPS com 46% das intenções de voto, seguido pelo petista e ex-prefeito, que somava 31%.   No sul   Em Porto Alegre, Protógenes aparece no vídeo de campanha da candidata do PSOL à prefeitura, a deputada Luciana Genro.   No vídeo, Protógenes diz estar ao lado de Luciana Genro, que é filha do ministro da Justiça, Tarso Genro, no "combate contra a corrupção". "Nesse trabalho contra a corrupção estou com a Luciana Genro para ela sair dessa campanha com sucesso e engrossarmos as fileiras as fileiras no combate à corrupção no País com toda a população, em especial ao povo gaúcho que tem tradição de glória e de luta com os movimentos sociais do Brasil", defendeu.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesMGPoços de Caldas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.