Defesa investiga desvio de R$ 4,5 mi do almoxarifado

Cinco militares e dois civis estão sendo investigados pelo desvio de materiais do almoxarifado do Ministério da Defesa. Dois servidores que exerciam cargos de confiança foram exonerados e os militares afastados. Os terceirizados que trabalhavam no setor, por precaução, foram devolvidos às suas respectivas empresas.

O Estado de S.Paulo

23 de novembro de 2011 | 03h04

O desfalque está estimado em R$ 4,5 milhões e corresponde ao desvio de pequenas coisas do estoque, como cartuchos de impressoras, copos e guardanapos. O resultado da sindicância, encerrado no final da semana passada, foi encaminhado ontem à Controladoria-Geral da União e à Procuradoria-Geral da República pelo ministro Celso Amorim, que comunicou o fato ao Planalto. / T.M.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.