Debate sinaliza mudança de estratégias em Salvador

Pinheiro mudou o foco dos ataques: agora, direciona as críticas ao apoio que Carneiro recebeu do DEM

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

17 de outubro de 2008 | 11h14

O primeiro debate do segundo turno da eleição municipal em Salvador (BA), promovido pela TV Band no fim da noite de ontem, mostrou, pela primeira vez na campanha, mudanças nas estratégias dos candidatos João Henrique Carneiro  (PMDB) e Walter Pinheiro (PT). O primeiro deixou de lado a aliança com o governo federal como principal argumento para convencer o eleitor e passou a defender o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU), projeto que ele aprovou, no fim do ano passado, e que vinha se constituindo na principal fonte de ataques do adversário no início da campanha do segundo turno.  Veja Também:Especial: Perfil dos candidatos 'Eu prometo' traz as promessas de Marta e Kassab Geografia do voto: Desempenho dos partidos nas cidades brasileiras Confira o resultado eleitoral nas capitais do País Já Pinheiro mudou o foco dos ataques: agora, direciona as críticas ao apoio que Carneiro recebeu do DEM. "Foram essas forças que hoje apóiam o senhor que a gente se uniu para derrotar em 2006", afirmou o petista, referindo-se à eleição do governador Jaques Wagner (PT). Apesar do visível nervosismo de ambos, o debate foi considerado "limpo" pelos envolvidos, sem ataques pessoais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.