Debate de candidatos no 'Estado' encerra prazo de vídeos

Eleitores podem mandar até meia-noite de hoje perguntas para encontro organizado em parceria com TV Cultura e YouTube

O Estado de S.Paulo

10 de setembro de 2012 | 03h05

Termina à meia-noite de hoje o prazo para que os eleitores enviem vídeos com perguntas para o debate entre os candidatos à Prefeitura de São Paulo que o Estado promove na próxima segunda-feira, 17, em parceria com a TV Cultura e o YouTube. O debate começa às 21h15 e será mostrado ao vivo pelos três veículos. Oito dos vídeos enviados serão selecionados e apresentados para respostas dos candidatos.

Para participar, o eleitor deve gravar um vídeo no YouTube com uma pergunta e enviar a URL. As regras estão no endereço estadao.com.br/debate.

Foram convidados para debater, no teatro Franco Zampari, os oito partidos com representação na Câmara dos Deputados, como determina a lei eleitoral. São eles Carlos Giannazi (PSOL), Celso Russomanno (PRB), Fernando Haddad (PT), Gabriel Chalita (PMDB), José Serra (PSDB), Levy Fidelix (PRTB), Paulinho da Força (PDT) e Soninha (PPS).

Os que assistirem ao debate pela internet terão também, nos intervalos, a análise sobre os temas debatidos. No site estadão.com.br, será possível acompanhar o minuto a minuto do debate, no blog Radar Político. A discussão será abordada ainda pelo Twitter e pelo Facebook.

Até agora, o Estado já promoveu dois bate-papos online utilizando a ferramenta Hangout, do Google. No primeiro deles, no dia 29 de agosto, profissionais do jornal discutiram a corrida eleitoral na capital paulista. No segundo, no dia 5, quatro eleitores participaram da conversa virtual, debateram os problemas da cidade e fizeram perguntas que poderão ser reaproveitadas no dia 17. Depois de amanhã, os jornalistas que participarão do debate Estadão/TV Cultura/YouTube falarão a partir das 13h sobre a disputa pela Prefeitura - conversa que poderá ser acompanhada no estadao.com.br.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.