De olho em 2010, Serra entra na campanha de Alckmin

Pressionado pelo PSDB, governador vai aparecer com Alckmin em evento previsto para semana que vem

Ana Paula Scinocca e Silvia Amorim, de O Estado de,

02 de setembro de 2008 | 07h54

Preocupado com a eleição presidencial de 2010, o PSDB prepara finalmente o embarque do governador de São Paulo, José Serra - um dos principais nomes do partido para disputar a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva -, na campanha do tucano Geraldo Alckmin à prefeitura paulistana. Um grande jantar está sendo organizado para selar a participação de Serra, que até agora esteve ausente dos palanques.  Veja também:Especial: Perfil de Alckmin e outros candidatos de SP Veja gráfico com a última pesquisa Ibope/Estado/TV GloboVereador digital: Conheça os candidatos à Câmara de SP As regras para as eleições municipais  Tire suas dúvidas sobre as eleições de outubroO engajamento do governador na campanha começou a ser traçado na semana passada, quando Serra chegou ao Brasil de uma viagem ao Japão e à Inglaterra, e foi alertado por integrantes do partido de que, mais do que o candidato tucano à prefeitura, a principal prejudicada pelo racha do partido em São Paulo seria sua eventual candidatura ao Palácio do Planalto daqui a dois anos. Outra preocupação dos serristas é com o desembarque de Lula em São Paulo nessas eleições. Tucanos avaliam que, além de ajudar a candidata do PT, Marta Suplicy, o presidente já usa a oportunidade para ganhar terreno para as eleições de 2010, seja para ele mesmo em um polêmico terceiro mandato ou para seu sucessor.Até então, a perspectiva era de um engajamento mais efetivo de Serra somente no segundo turno, já que o governador enfrenta uma situação delicada, dividido entre as candidaturas de Alckmin e do prefeito Gilberto Kassab (DEM). Desde a semana passada, também ingressaram oficialmente na campanha de Alckmin, compondo a coordenação política, dois secretários do núcleo político do governo Serra. Sidney Beraldo (Gestão Pública) e José Henrique Reis Lobo (Relações Institucionais) participaram anteontem da reunião do comando de campanha na casa do candidato a vice de Alckmin, deputado estadual Campos Machado (PTB).A participação de Beraldo, ex-presidente do PSDB paulista, e Lobo, atual dirigente do PSDB paulistano, deu-se por determinação do governador. O jantar, previsto para o dia 10 - a data ainda depende de confirmação de disponibilidade na agenda de Serra e Alckmin -, será oferecido a lideranças e simpatizantes do PSDB. Será o primeiro evento da campanha de Alckmin com a presença de Serra. Na semana passada, os dois estiveram juntos numa festa de aniversário do Palmeiras. O partido também pretende usar o evento para arrecadar recursos para a campanha de Alckmin. O tucano é o que menos arrecadou até agora em comparação a Marta e Kassab. Oficialmente, tucanos negam que a entrada de Serra tenha motivações ligadas a 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2008São PauloJosé Serra

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.