Dárcy Vera vai montar equipe de transição em Ribeirão Preto

Prefeita eleita no primeiro turno pelo DEM aposta que o processo será tranqüilo

Brás Henrique, de O Estado de S. Paulo,

06 de outubro de 2008 | 18h53

A primeira prefeita eleita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera (DEM), formará, a partir da próxima semana, um governo de transição com Welson Gasparini (PSDB), derrotado na urnas domingo, 5. Ela aposta que o processo será tranqüilo, sem atropelos. "Acredito que será uma transição pacífica, inclusive porque os vereadores do DEM tiveram uma relação boa com o prefeito, mesmo como adversário na eleição", comentou Dárcy. Vencedora no primeiro turno, ela surge ainda como uma força respeitável no Estado dentro do DEM. Ela é deputada estadual e atuará na Assembléia Legislativa até o último dia de trabalho. Mas já planeja seus primeiros atos como prefeita, a partir de 1º de janeiro.   Veja Também: Enquete: O resultado das eleições surpreendeu?    Tire suas dúvidas sobre as eleições   A saúde é considerada a área prioritária para Dárcy. "Temos que resolver essa questão, com projetos rápidos para diminuir as filas e dar mais agilidade nos atendimentos", enfatizou ela, que considera baixo o salário-base de um médico, de cerca de R$ 1,8 mil para jornada semanal de 20 horas. Isso, segundo ela, desmotiva muitos profissionais a entrarem no serviço público, principalmente em plantões em finais de semana e nos feriados. A baixa remuneração é um dos motivos alegados pela atual administração, que não consegue suprir as carências de contratações de médicos. Dárcy diz que "se deu" seis meses para resolver essa situação.   A prefeita eleita quer adotar o plano de carreira ao funcionalismo público municipal, o que também motivaria os médicos. Outra meta é buscar indústrias para gerar empregos. Esses compromissos repete sempre. E também destaca que pretende investir na qualificação de mão-de-obra, instalando uma Escola de Formação Tecnológica (Fortec). "Instalar a Fortec é uma questão de honra pra mim e quero fazer isso em um ano", reafirmou ela, nesta segunda-feira, 6, outro de seus compromissos de campanha.   Perfil   Dárcy Vera nasceu em Indiaporã e tem 41 anos. É filha de trabalhadores rurais e atuou na lavoura de algodão ainda menina. Chegou em Ribeirão Preto em busca de melhores oportunidades e foi empregada doméstica, cozinheira em restaurante, babá e vendedora de panelas nas ruas. Como telefonista de uma emissora de rádio, sonhou em ser locutora. Cursou jornalismo e depois iniciou a trajetória como locutora de programa sertanejo em rádio. Na eleição de 1994 ficou na suplência e, no ano seguinte, assumiu a vaga de vereadora com a cassação de Fernando Chiarelli. Nos três pleitos seguintes reelegeu-se e em 2006 obteve cerca de 140 mil votos como deputado estadual.   Dárcy tem quatro filhos (dois adotivos) e conciliou a vida familiar com projetos políticos e assistenciais (casamentos coletivos, distribuição de sopas, entre outros). Na campanha costurou uma coligação do DEM com outros 12 partidos e adotou a cor rosa. Ela diz que se preparou para ser prefeita nos últimos seis anos. Agora terá a oportunidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.