Crítica de secretário a Alckmin é 'desespero', diz Aníbal

O líder do PSDB na Câmara, deputado José Aníbal (SP), classificou de "desespero" as críticas do secretário de Governo da Prefeitura, Clóvis Carvalho (PSDB), ao candidato tucano Geraldo Alckmin. "É uma tentativa desesperada", afirmou Aníbal, depois de acompanhar Alckmin, da coligação "São Paulo, na Melhor Direção" (PSDB-PTB-PHS-PSL-PSDC), em um evento do Movimento Nossa São Paulo, na capital paulista.Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo de hoje, Carvalho acusou Alckmin de "oportunismo" e "falta de decoro", em razão do acirramento das críticas do tucano ao prefeito e candidato à reeleição pela coligação "São Paulo no Rumo Certo" (DEM-PR-PMDB-PRP-PV-PSC), Gilberto Kassab. Carvalho faz parte do grupo de tucanos que apóia Kassab.Para Aníbal, existe uma tentativa de fazer os dois candidatos se parecerem, para esvaziar as motivações da candidatura de Alckmin. "Essa manobra foi bem detectada e bem respondida por nós. Eles se desesperaram quando viram que não iriam continuar passando essa mentira impunemente", disse. "Nós temos candidato, história e alianças. Isso os levou ao desespero." Depois de sucessivas quedas nas pesquisas de intenção de voto, Alckmin elevou, na última semana, o tom das críticas a Kassab.José Aníbal acusou os partidários do PSDB que apóiam Kassab de terem se deixado "cooptar". "Tem tucano no governo? Tem, mas porque eles se deixaram se cooptar", afirmou. "Basta ver a campanha deles para entender a cooptação que foi feita."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.