CPI pede proteção a jornalista americano

O jornalista americano Glenn Greenwald, que divulgou documentos sobre o monitoramento de dados brasileiros pelos EUA, vai receber proteção da Polícia Federal. O primeiro requerimento aprovado pela CPI da Espionagem, instalada ontem no Senado, quer que o namorado dele, David Miranda, também tenha proteção. Em agosto, Miranda ficou detido no aeroporto de Londres e teve equipamentos apreendidos. A CPI teme o sumiço de algum dado que Greenwald ainda tenha a revelar. / DÉBORA ÁLVARES

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.