Corregedor quer dados de contratos com neto de Sarney

O corregedor da Câmara, Eduardo da Fonte (PP), cobrou explicações do deputado Sarney Filho (PV) sobre os negócios de uma empresa de seu filho, Gabriel José. O parlamentar e pelo menos cinco colegas repassaram recursos da cota parlamentar para a Metagov Comunicação, empresa de marketing digital, da qual Gabriel é sócio. A informação foi publicada pela Folha de S.Paulo.

O Estado de S.Paulo

13 de março de 2012 | 03h05

"É uma história que precisa ser esclarecida. Como corregedor, porém, eu tenho de ser provocado para poder tomar alguma atitude", disse Fonte. Um ato da Mesa da Câmara proíbe o uso da cota parlamentar para pagamento de serviços a empresas de propriedade dos parlamentares ou de seus parentes de até terceiro grau.

Sarney Filho afirma que rescindiu o contrato antes de seu filho entrar para a Metagov. A empresa também nega qualquer irregularidade em sua atuação na Câmara. Após a divulgação, três deputados, Roberto Freire (PPS), Renan Filho (PMDB) e Julio Delgado (PSB), anunciaram que vão romper os contratos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.