CORREÇÃO

Diferentemente do que foi informado na edição de sábado do Estado, nova autópsia no corpo do terena Oziel Gabriel seria feita ontem no Instituto Médico Legal de Campo Grande, e não em Brasília. O pedido de novo exame foi feito pelo Ministério Público Federal, segundo informações da Agência Brasil. O procurador Emerson Kalif Siqueira considerou o exame feito logo após a morte inadequado. Médicos legistas da PF e de Brasília fariam o novo exame ontem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.