Contraventor pede remoção de presídio federal

Os advogados de Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, pediram à Justiça remoção do presídio federal de Mossoró (RN). Ele foi preso em 29 de fevereiro. A defesa alega que ele não deveria ser submetido aos rigores do sistema federal, com diversas restrições que não são aplicadas em outros presídios. Os advogados pedem a transferência para alguma unidade mais próxima da família, que vive em Goiás. A advogada Dora Cavalcanti diz que o rigor da unidade federal prejudica o trabalho da defesa. "Não podemos entrar com nenhuma anotação." O ex-ministro Márcio Thomaz Bastos também foi contratado por Cachoeira. / FELIPE RECONDO

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.