Conselho se reúne e investigações devem virar pauta

A presidente Dilma Rousseff convocou para hoje uma reunião do Conselho Político do governo, a segunda deste ano, disposta a apresentar um cenário mais otimista da economia. Líderes de partidos da base aliada avaliam, porém, que há um assunto mais urgente a discutir: a CPI do caso Cachoeira.

O Estado de S.Paulo

02 de maio de 2012 | 03h04

"Doa a quem doer, é preciso que haja apuração consistente das denúncias", afirmou o deputado Lincoln Portela (MG), líder do PR na Câmara, numa referência às ligações do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, com políticos.

O discurso oficial do Planalto é que CPI sempre foi assunto do Legislativo, mas, na prática, há uma estratégia em curso para evitar constrangimentos a Dilma. Os petistas, por exemplo, querem impedir a convocação do governador do DF, Agnelo Queiroz (PT), suspeito de envolvimento com Cachoeira. "Tem muita gente tentando usar a CPI como arma eleitoral. Não vamos deixar", disse o líder do PT na Câmara, Jilmar Tatto (SP). /VERA ROSA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.