Mateus Pereira/ GovBA/ Divulgação
Mateus Pereira/ GovBA/ Divulgação

Conheça os prováveis candidatos a governador da Bahia nas eleições 2018

Mudança de planos de ACM Neto dividiu oposição em pré-candidaturas para enfrentar Rui Costa nas eleições 2018; confira lista de pré-candidatos ao Governo baiano

Igor Moraes, O Estado de S.Paulo

27 Abril 2018 | 16h09

A desistência de ACM Neto (DEM) de disputar o Governo da Bahia quebrou a tendência de união de forças da oposição para enfrentar o atual governador Rui Costa (PT). Depois de o prefeito de Salvador anunciar que não deixaria o cargo, DEM, PSDB e MDB anunciaram seus pré-candidatos para a eleição estadual. Por enquanto, pelo menos seis diferentes nomes pretendem entrar na corrida pelo Palácio de Ondina.

As convenções partidárias e as definições dos nomes que estarão nas eleições 2018 ocorrerão entre os dias 20 de julho e 5 de agosto, prazo fixado pelo Tribunal Superior Eleitoral. Antes disso, nenhuma candidatura pode ser oficializada pelos partidos. O registro das candidaturas no TSE deve feito até 15 de agosto. Os requerimentos serão julgados até 17 de setembro.

Confira abaixo o levantamento do Estado sobre os prováveis candidatos a governador da Bahia:

Rui Costa (PT)

Com altos índices de aprovação popular, o atual governador Rui Costa tentará ser reeleito governador da Bahia. O PT, que já conta com uma aliança de partidos de base com PSD, PSB, PCdoB, PDT, Podemos, PR e PSL, ainda está negociando com a Rede Sustentabilidade a possibilidade de um acordo para a campanha nas eleições 2018. Presidente estadual do PT na Bahia, Everaldo Anunciação garante que a coligação não atrapalhará um eventual palanque no Estado para Lula ou outro presidenciável do PT.

José Ronaldo (DEM)

O ex-prefeito de Feira de Santana é o pré-candidato do DEM para governador da Bahia. O nome de José Ronaldo foi escolhido pelo coordenador da campanha ACM Neto, logo depois que o prefeito de Salvador desistiu de disputar o Palácio de Ondina.  Recentemente, a candidatura ganhou o importante apoio do PSDB e se consolidou como a principal força de oposição ao governador Rui Costa. Além do PSDB, o DEM também negocia alianças com PRB, PV, PTB, PSC, PPS, Solidariedade.

João Santana (MDB)

O ex-ministro da Integração Nacional no governo Lula é o provável candidato a governador da Bahia pelo MDB. Presidente estadual da sigla, João Santana declarou ao Estado ter conseguido apoio de 16 vice-prefeitos e 25 prefeitos, entre eles Herzem Gusmão, de Vitória da Conquista, terceiro maior colégio eleitoral baiano. Perto de concorrer pela primeira vez a um cargo majoritário, Santana não acredita na possibilidade de coligação com outro pré-candidato de oposição antes do segundo turno das eleições 2018. “Temos que ir para rua, trabalhar nossas campanhas, e ver se há possibilidade de alguma coligação depois. Não tenho nenhum preconceito para receber apoio no segundo turno. Minha pré-disposição é enfrentar o desafio até o fim”, disse.

Marcos Mendes (PSOL)

Candidato a governador da Bahia em 2010 e 2014, o geólogo é novamente a aposta do PSOL. Marcos Mendes afirmou ao Estado que já tem acordo fechado com o PCB e, assim como o PT, negocia uma eventual aliança com a Rede Sustentabilidade. O pré-candidato descartou uma aliança com os petistas e declarou estar com uma boa expectativa para a campanha por conta do fortalecimento do PSOL nos últimos anos. Ele pretende investir nas redes sociais para driblar o problema da falta do tempo de TV durante a campanha.

João Henrique Carneiro (PRTB)

O ex-prefeito de Salvador por dois mandatos é a aposta do PRTB para o Governo da Bahia. Presidente estadual da sigla na Bahia, Rogério Tadeu afirma que o partido mantém negociações com outras siglas para possíveis alianças, mas garante que não abrirá mão do nome de João Henrique Carneiro para disputa pelo Palácio de Ondina. “O partido já bateu o martelo em definitivo e a candidatura é irreversível. Agora que nós temos um pré-candidato competitivo, mais do que nunca essa candidatura vem a agregar forças, sempre no sentido de seguir em frente com a candidatura própria”, afirmou Tadeu. Filho do ex-governador João Durval, João Henrique Carneiro deixou a prefeitura de Salvador com altos índices de rejeição e foi candidato a vereador da capital baiana em 2016, mas não conseguiu se eleger.

João Gualberto (PSDB)

O deputado federal era o pré-candidato tucano para o Governo baiano, mas anunciou recentemente que apoiará José Ronaldo nas eleições 2018. Em sua conta no Instagram, João Gualberto manifestou tristeza por "postegar o desejo" de governar a Bahia e anunciou que será candidato à reeleição para a Câmara dos Deputados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.