Conheça as diretrizes dos candidatos ao governo de Pernambuco nas eleições 2018

Veja as principais propostas de Paulo Câmara (PSB), Armando Monteiro (PTB), Júlio Lóssio (Rede), Danielle Portela (PSOL) e Simone Fontana (PSTU)

O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2018 | 11h37

RECIFE - Após o registro das chapas dos candidatos ao governo pernambucano nas eleições 2018, o Tribunal Superior Eleitoral recebeu as diretrizes de governo dos postulantes. Conheça as propostas:

Paulo Câmara (PSB)

O governador de Pernambuco e candidato à reeleição, Paulo Câmara (PSB), propõe priorizar a educação, com foco no ensino fundamental, em um projeto conjunto com os municípios. O pessebista apresentou no seu novo plano de governo a construção de hospitais, renovação do Pacto pela Vida com a criação do Conselho de Defesa Social, ampliação do saneamento básico, priorização do transporte público com modais menos poluentes, consolidação de novos polos industriais e investimento em habitação e infraestrutura logística e hídrica.

Leia a íntegra do plano de governo de Paulo Câmara 

Armando Monteiro (PTB)

Entre as propostas de Armando Monteiro estão a implantação de cursos à distância e online, uma central de tratamento de câncer e rede de cuidados a problemas do coração, construção de presídios de menor porte, promoção de políticas para minorias e grupos vulneráveis, incentivo ao desenvolvimento tecnológico e a formação profissional, apoio aos micro e pequenos empresários, expansão do sistema público de transporte e políticas para o turismo e o agronegócio.

Leia a íntegra do plano de governo de Armando Monteiro

Júlio Lóssio (Rede)

Além de priorizar a segurança pública com a construção de presídios com oficinas de trabalho e criar um batalhão estadual de polícia rodoviária, Júlio Lóssio (Rede) apresenta em seu programa de governo, a implantação de creches, escolas integradas, unidades móveis de saúde, ampliação da malha rodoviária, barragens e de investimentos em sistemas de energia limpa e a implantação de uma zona franca no semiárido.

Leia a íntegra do plano de governo de Júlio Lóssio

Danielle Portela (PSOL)

Uma gestão pública com ações que priorizem as mulheres é o norte do plano de governo da candidata Danielle Portela (PSOL). Entre as propostas, estão a democratização da gestão e do orçamento público, mais participação social na execução das políticas públicas, programa de educação sexual nas escolas, descentralização de investimentos, combate à sonegação fiscal, corte de secretarias, simplificação tributária, reforma agrária, desmilitarização da polícia e promoção da agricultura familiar.

Leia a íntegra do plano de governo de Danielle Portela

Simone Fontana (PSTU)

A candidata Simone Fontana (PSTU) propõe um plano de governo com base no controle total do Estado, com reestatização de empresas e serviços essenciais, fim de isenções fiscais, desmilitarização da polícia, gratuidade no transporte público para os desempregados, regularização fundiária das ocupações, revitalização dos rios e mais verbas para educação e saúde.

Leia a íntegra do plano de governo de Simone Fontana

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.