Conheça as diretrizes dos candidatos ao governo da Bahia nas eleições 2018

Veja as principais propostas de Rui Costa (PT), José Ronaldo (DEM), João Santana (MDB), Marcos Mendes (PSOL), João Henrique Carneiro (PRTB) e Célia Sacramento (Rede)

O Estado de S.Paulo

20 Agosto 2018 | 12h22

Após o registro das chapas dos candidatos ao governo baiano nas eleições 2018, o Tribunal Superior Eleitoral recebeu as diretrizes de governo dos postulantes. Conheça as propostas:

Rui Costa (PT)

O governador baiano e candidato à reeleição, Rui Costa (PT), propõe equilíbrio fiscal e controle de gastos para fazer a Bahia crescer.  E distribuir renda entre os mais pobres é uma das principais diretrizes de seu programa de governo. Acenos a grupos minoritários historicamente concentrados no campo político da esquerda - negros, mulheres, jovens, LGBTs - se revezam com sinalizações aos setores produtivos do Estado, principalmente turismo, indústria, comércio e serviços.

Leia a íntegra do plano de governo de Rui Costa

José Ronaldo (DEM)

Críticas à atual gestão e propostas nas áreas de segurança, saúde, educação e economia dão o tom do programa de governo de José Ronaldo (DEM). Apoio aos municípios, duplicação de rodovias, contratação de profissionais de saúde e construção de unidades de saúde, além de reforço do combate ao crime organizado são propostas listadas pelo candidato do DEM como solução para os problemas que ele aponta na Bahia.

Leia a íntegra do plano de governo de José Ronaldo

João Santana (MDB)

Reduzir desigualdades sociais, desenvolver a economia da Bahia e elevar a máquina pública a um nível de excelência são diretrizes citadas no programa de governo de João Santana (MDB) ao governo do Estado. Priorizar o semiárido baiano nas ações da economia, aumentar os investimentos em infraestrutura e logística e descentralizar a administração estadual para o interior são as principais propostas do candidato emedebista, que também propõe desburocratizar o Estado e realizar reformas administrativas.

Leia a íntegra do plano de governo de João Santana

Marcos Mendes (PSOL)

Defesa dos direitos humanos, da agricultura familiar, das comunidades quilombolas e indígenas compõem as principais diretrizes do programa de Marcos Mendes, candidato do PSOL na disputa pelo governo da Bahia nas eleições 2018. Priorizar temas como mobilidade urbana, enfrentar o déficit habitacional, criar uma rede de proteção social na segurança pública, para acesso dos mais pobres ao sistema de Justiça também estão no programa do geólogo.

Leia a íntegra do plano de governo de Marcos Mendes

João Henrique Carneiro (PRTB)

O programa do ex-prefeito de Salvador João Henrique Carneiro (PRTB) foca na valorização do servidor público, prometendo aumento de salários e pagamento de benefícios, entre outros pontos. Ele também promete rediscutir a cobrança de impostos estaduais, e modernizar o Estado, atrelando as ações do Executivo ao Judiciário, aos órgãos de controle, ao Legislativo e às organizações de controle social. Ele também promete que vai "transformar a Bahia num canteiro de obras".

Leia a íntegra do plano de governo de João Henrique Carneiro

Célia Sacramento (Rede)

Valorização do "patrimônio socioambiental" e da economia sustentável são duas das propostas que estruturam o programa de governo da candidata da Rede ao governo baiano, Célia Sacramento. Ela também destaca propostas de universalizar a educação pública, democratizar o sistema de comunicação e erradicar a pobreza. A candidata também defende a reforma urbana, programas de combate ao analfabetismo e facilitar acesso da população a exames clínicos e consultas médicas.

Leia a íntegra do plano de governo de Célia Sacramento

Orlando Andrade (PCO)

Não registrou programa de governo no TSE.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.