Comitê eleitoral do PT em São Paulo é assaltado

Seis homens armados teriam invadido sede da campanha do candidato ao governo do Estado, Alexandre Padilha

Roberto Godoy, O Estado de S. Paulo

27 de setembro de 2014 | 21h00

 O comitê de campanha do candidato ao governo de São Paulo, Alexandre Padilha (PT), foi assaltado na tarde deste sábado, 27. Com sede na Avenida Brigadeiro Luis Antonio, nos Jardins, na zona sul de São Paulo, o lugar foi invadido por seis homens bem vestidos e armados, segundo informações do presidente do diretório estadual de São Paulo, Emidio de Souza.

Ainda segundo Emidio, os funcionários foram trancados em um aposento, enquanto a responsável pela parte contábil foi levada a outra sala e obrigada a abrir o cofre.

A ação foi rápida. Os bandidos fugiram em seguida em um carro, que, segundo informações da Polícia Militar, teria sido roubado nas proximidades do comitê.

Pouco depois da fuga dos assaltantes, a PM foi chamada por testemunhas. Quando os policiais chegaram ao lugar, uma funcionária do comitê contou que os criminosos haviam levado R$ 50 mil. Ele citou o roubo de vários cheques, alguns deles assinados, usados no pagamento de pessoal e fornecedores da campanha.

Os integrantes do comitê esperaram a chegada de um advogado para irem até o 14 º Distrito Policial, em Pinheiros, na zona oeste, para registrar o caso. Equipes das Polícias Civil e Militar foram mobilizadas para tentar identificar e prender os ladrões.

No começo da noite de sexta-feira, a delegacia de Pinheiros confirmava apenas o roubo de cheques do comitê. As buscam continuam à noite.

Emídio negou que houvesse dinheiro em espécie no cofre. "Não acredito em prejuízo para a campanha mas as pessoas ficaram muito assustadas", disse ele.

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesPTAlexandre Padilha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.