Comissão se irrita com 'desprezo' e convoca ministros

Insatisfeito com o que consideram "desprezo" de ministros do governo Dilma Rousseff, integrantes da Comissão de Relações Exteriores do Senado rebelaram-se na manhã de ontem e aprovaram um pedido de convocação dos ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota, e do Desenvolvimento, Fernando Pimentel.

Ricardo Brito, Lisandra Paraguassu / Brasília, O Estado de S.Paulo

14 Junho 2013 | 02h04

A rebelião ocorreu depois que os dois ministros nem sequer responderam ao pedido de convite aprovado pela comissão no dia 21 de maio. Regimentalmente, os convidados podem não comparecer ao colegiado, ficando a critério da autoridade marcar a data. Os senadores da comissão alteraram o status do requerimento para convocação e o aprovaram. Na convocação, a autoridade tem até 30 dias para comparecer.

"É mais do que descortesia, é desprezo. A paciência e a tolerância estão se esgotando", reagiu o presidente da comissão, senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES). "É natural que essa Casa faça por forma de convocação", afirmou o senador Cristovam Buarque (PDT-DF).

Operação padrão. O colegiado, que ainda não marcou uma data para a audiência, também decidiu fazer uma operação padrão até que as autoridades compareçam. Eles prometem que não vão votar qualquer indicação para embaixadores no período. A exceção é a votação do embaixador do Brasil no Vaticano, Denis Fontes de Souza Pinto, por causa da visita do papa Francisco ao País em julho.

A convocação dos ministros tem por objetivo, segundo o requerimento, discutir "questões referentes à criação do bloco Aliança do Pacífico e seus reflexos na integração latino-americana e sobre o Mercosul".

Patriota evitou polêmica e disse que está à disposição da comissão. "Sou alguém que acredita muito nas relações com o Congresso e estou sempre à inteira disposição. Posso comparecer até mesmo amanhã (hoje)."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.