Joel Vargas/Prefeitura de Porto Alegre - 26/5/2017
Joel Vargas/Prefeitura de Porto Alegre - 26/5/2017

Com restrição a aglomerações, em Porto Alegre meio digital é o principal campo da campanha

Para cientista política, candidato que estiver mais conectado com as redes sociais poderá sair na dianteira

Lucas Rivas /Especial para o Estadão, O Estado de S. Paulo

26 de setembro de 2020 | 16h05

PORTO ALEGRE - Dada a largada para o início da campanha eleitoral neste domingo, 27, o campo digital será o grande balizador para apresentação das plataformas políticas dos candidatos à prefeitura de Porto Alegre. A realização de lives serão exploradas à exaustão. Assim, como já ocorreu nas convenções partidárias, a internet será o palco majoritário para divulgação das candidaturas, em função da pandemia.

Classificada de forma preliminar com a bandeira laranja, que representa risco médio de contágio do coronavírus, Porto Alegre seguirá adotando medidas para evitar a propagação da doença. Para a corrida eleitoral, não será diferente. Aglomerações seguem vetadas.

Em caso de ações individuais, protocolos sanitários devem ser respeitados como uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social. Na segunda-feira, o governo gaúcho vai divulgar o mapa definitivo estabelecendo as restrições para vigorar durante a semana.

Para a cientista política e professora emérita da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Céli Pinto, o candidato que estiver mais conectado com as redes sociais poderá sair na dianteira. “Certamente será uma campanha virtual, mas elas são muito complicadas de fazer, pois a possibilidade de ganhar o menos comprometido com a cidade e o menos ético é grande. Controlar o discurso do outro é quase impossível. Uma coisa é conhecer o discurso de comícios, panfletos, debates e outra é dominar as redes”, afirma.

Com o engessamento dos comícios na cidade, a propaganda em rádio e televisão, que começará no dia 9 de outubro, também é considerada peça-chave pelos coordenadores de campanha para difusão de propostas e ideias. E os concorrentes já preparam materiais para veiculação.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.