Cobertura inova com ação multiplataforma e espaço para o eleitor

Com intensa participação dos internautas por meio de mobilidade e redes sociais, ideia é estimular debate sobre eleições

O Estado de S.Paulo

15 de abril de 2012 | 03h01

Além de amplo acompanhamento diário, com análises, cadernos e reportagens especiais, que envolverão esforços de jornalistas de todo o grupo, a cobertura das eleições municipais deste ano será marcada, no Estadão, por mais um avanço na atuação multiplataforma.

Jornal impresso, Agência Estado, portal, os vídeos, a rádio Estadão ESPN e os aplicativos para tablets e smartphones, entre outros recursos, permitirão ao leitor-eleitor receber informações, interagir e participar diretamente. Outros eventos, como sabatinas e entrevistas, serão também transmitidas no canal Estadão/MSN.

"A cobertura será um marco na integração das plataformas e das redações dos veículos do Grupo Estado", resume Cida Damasco, editora-chefe do Estado. "Eleição é debate, é movimento, e hoje, com todas as ferramentas que existem, é nossa obrigação abrir espaço para a participação da sociedade", completa a editora-chefe de Conteúdos Digitais do Grupo Estado, Claudia Belfort.

Para os aparelhos móveis, a novidade é o aplicativo web E-voto, um agregador de notícias específico para tablets. Dividido em seções, o novo produto terá notícias sobre a eleição em São Paulo e nas principais cidades do País, vídeos, análises dos colunistas do Estado e um amplo retrato da disputa eleitoral nas redes sociais.

Feito em HTML5 - uma nova versão da linguagem para páginas web -, o E-voto poderá ser acessado em qualquer tablet pelo browser, dispensando a necessidade de download. No caso dos celulares, o estadão.com.br vai oferecer um aplicativo com as principais notícias, destaques nas redes sociais, entrevistas e páginas especiais dos principais concorrentes.

Novo visual. O aplicativo também terá informações sobre as pesquisas, com navegação simplificada e visual atraente. Com essa apresentação renovada, o portal de eleições terá grande apelo multimídia, com novos blogs, bastidores e análises da disputa. O site também ampliará a participação do cidadão, que poderá enviar notícias e colaborar com o Estadão.

Outra novidade será a criação, para cada um dos concorrente à Prefeitura de São Paulo, de uma página especial, que dará destaque à análise de sua movimentação, de seus discursos e posições. Completando o quadro, os candidatos a vereador disporão também de espaço próprio, num serviço a ser instalado a partir de julho.

As pesquisas eleitorais ganharão espaço próprio no site, com divisão por institutos e gráficos comparativos. Dados estatísticos serão analisados pelo jornalista José Roberto de Toledo, titular do blog Vox Publica e colunista do Estado.

De olho nas informações de bastidores, o estadão.com.br também conta com novos blogueiros, que se juntam a Toledo e a João Bosco Rabello - que acompanha a política direto de Brasília. Julia Duailibi, repórter da editoria Nacional, traz bastidores do mundo político e notícias sobre a corrida eleitoral em todo o País. O blog Públicos, comandado por Daniel Bramatti e Fernando Gallo, é especializado na avaliação dos dados e em questões ligadas à transparência.

Nessa tarefa de integração das equipes do papel e da web, todos os profissionais trabalharão numa mesma área, formando um grande pool. A rádio Estadão ESPN, que estreou no dial em março de 2011, ganha espaço no acompanhamento da disputa. A TV Estadão terá uma grade específica de eleições, desenhada para oferecer análises e cobertura multimídia de cada dia. Dois boletins semanais, um na segunda-feira e outro na sexta-feira, analisarão o dia a dia - e o principal fato da semana terá uma análise detalhada em vídeo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.