Coaf detalha hoje ao desembargador operações suspeitas

O presidente do TJ-SP, Ivan Sartori, reúne-se hoje com representantes do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), na capital, para detalhar o relatório do órgão de combate à lavagem de dinheiro que indicou movimentações bancárias atípicas de magistrados e servidores. "Na verdade não existe aí nenhuma suspeita, porque as movimentações se deram em período longo", minimizou. De acordo com os dados, as maiores operações em dinheiro vivo foram feitas por pessoas ligadas aos tribunais de SP, Distrito Federal e Bahia.

O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2012 | 03h06

Num gesto de aproximação, Sartori foi ontem ao gabinete da ministra Eliana Calmon, corregedora nacional de Justiça, para pessoalmente convidá-la para sua posse, marcada para o próximo dia 6. A inspeção no TJ de SP deu origem à crise entre Judiciário e o CNJ. / FELIPE RECONDO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.