CNBB vê opinião 'pessoal' de Eleonora e evita polêmica

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) não vai se pronunciar sobre a polêmica criada em torno da nomeação da professora e socióloga Eleonora Menicucci para a Secretaria de Políticas para as Mulheres.

O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2012 | 03h07

O secretário-geral da entidade, d. Leonardo Steiner, afirmou em Brasília, segundo a assessoria de imprensa da CNBB, que o fato de a nova ministra ser favorável ao aborto é uma questão de ordem pessoal, e não a posição oficial do governo.

Por isso, segundo d. Leonardo, que é também bispo auxiliar da Arquidiocese de Brasília, não se justificaria uma declaração da CNBB. / JOSÉ MARIA MAYRINK

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.