Clima no comitê em Osasco foi de animação

A campanha do candidato do PT a prefeito de Osasco, deputado federal João Paulo Cunha, comemorou ontem o voto do ministro revisor do mensalão, Ricardo Lewandowski, pela absolvição dos três crimes pelos quais ele responde no processo: peculato, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. No comitê de campanha, funcionários gritaram e aplaudiram a decisão.

O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2012 | 03h07

Único réu do mensalão a disputar as eleições, João Paulo tinha sido condenado pelo ministro Joaquim Barbosa. O petista acompanhou o julgamento pela TV, em Osasco, e disse que não daria declarações à imprensa. Cotado pelo partido para substituí-lo em caso de condenação, o candidato a vice, Jorge Lapas (PT), que viu o julgamento no comitê, comentou que a campanha se tranquilizou. "Estamos mais animados. Foi por terra, né? Agora acho que prevaleceu (a tese da defesa), pelo que a gente viu. Estamos confiantes na absolvição." / F.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.