Mauro Pimentel/Estadão
Mauro Pimentel/Estadão

Chico Buarque: 'Voto em candidatos do PT desde 1989 e não vejo razão para mudar'

Cantor afirma que disputa será difícil, mas acredita na vitória de Dilma; ele gravou dois vídeos de apoio à campanha petista

Tiago Rogero, O Estado de S. Paulo

26 de outubro de 2014 | 14h21

O cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda afirmou no início desta tarde estar confiante na vitória da presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT). Neste segundo turno, Chico gravou dois depoimentos veiculados pela campanha da petista, em apoio à sua candidatura. Ele votou às 14h num colégio da Gávea, na zona sul do Rio. Apesar de torcer por Dilma, Chico disse que na eleição deste ano a oposição, representada pelo PSDB do candidato Aécio Neves, tem uma perspectiva mais visível de vitória que em anos anteriores.

"Votei na Dilma há quatro anos e acho que ela fez um bom governo. Tenho votado nos candidatos do PT desde 1989 e não vejo razão nenhuma para mudar", disse rapidamente Chico após votar, no caminho entre o colégio e seu carro, que estacionou na rua ao lado. De óculos escuros, o cantor e compositor não chegou a ser abordado por fãs - na sala de votação, ao perceber que um célebre eleitor estava sendo fotografado, um mesário perguntou quem era e, ao ouvir de outro a resposta indagou: "Quem é Chico Buarque"?

Para Chico, a campanha deste ano entre os candidatos à presidência foi "baixa, mas não tão mais baixa que a última". "O que a aconteceu, a minha impressão, é que como a campanha está mais apertada que a última, o pessoal da oposição está mais acirrado porque tem uma perspectiva mais visível de vitória. Nas outras vezes parecia, mais ou menos, que já estava definido", disse Chico, que reiterou confiança na vitória da petista: "Será duro, mas eu acredito"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.