Chalita pede que tucano o respeite

O deputado federal e pré-candidato do PMDB a prefeito de São Paulo, Gabriel Chalita, pediu ontem ao pré-candidato José Serra (PSDB) "respeito e maturidade" na campanha eleitoral. Chalita afirmou que Serra é um desafeto seu e que, por isso, nem sequer o cumprimenta. "Espero que ele (Serra) não faça ataques pessoais. Na campanha presidencial aconteceu. Não foi bom para ele, não foi bom para o Brasil. A crítica tem de ser olho no olho e não usar mídias sociais, línguas de aluguel."

O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2012 | 03h07

O peemedebista propôs a Serra um pacto de não agressão, como o que fez com o pré-candidato Fernando Haddad (PT). "Não vou fazer nenhum ataque a ele, porque não é da minha índole e do meu estilo de fazer política", avisou Chalita, antes de dizer que o tucano só quer ser presidente da República. Em nota, a assessoria de Serra disse que ele conduzirá a disputa eleitoral "com correção e elegância, como sempre fez".

A entrevista com Chalita pode ser vista em www.estadao.com.br/e/chalitaserra. / FELIPE FRAZÃO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.