Chalita inicia arrecadação online para campanha

Segundo assessoria do candidato, novo sistema visa diminuir dependência de grandes doadores

Daiene Cardoso, da Agência Estado

13 de setembro de 2012 | 18h17

Em tempos de arrecadação baixa, o candidato do PMDB à Prefeitura de São Paulo, Gabriel Chalita, estreou nesta quinta-feira, 13,  seu sistema de doação online para a campanha. O modelo de arrecadação é o mesmo adotado pela ex-senadora Marina Silva na campanha presidencial de 2010. O sistema só aceita doações de pessoas físicas através de cartões de crédito das bandeiras Visa ou Mastercard.

No site da campanha de Chalita, o doador tem as opções de colaborar com o valor mínimo de R$ 15, R$ 50, R$ 100 ou outro valor de livre escolha, desde que a quantia doada fique abaixo de 10% dos rendimentos do colaborador durante o exercício de 2011 declarados à Receita Federal. Outra exigência é que o CPF do doador esteja regular. Não serão aceitos cartões de crédito emitidos fora do País, corporativos ou emitidos por órgão do governo. Quem contribuir com a campanha deve declarar a doação no próximo Imposto de Renda.

A assessoria do candidato ressalta que os recursos arrecadados serão usadas para o pagamento de despesas de campanha e que o sistema foi desenvolvido para reduzir a dependência de grandes doadores.

Assim como os demais candidatos, Chalita reclamou recentemente da dificuldade em obter doações para a campanha e revelou que está fazendo "campanha fiado". "Estamos fazendo campanha fiado. Toda campanha faz isso. Nenhuma delas está conseguindo pagar a máquina (de campanha)", comentou o candidato, durante a série de Entrevistas Estadão, no dia 27 de agosto.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012SPChalitarecursos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.