Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Chalita é vaiado por professores

O candidato do PMDB a prefeito de São Paulo, Gabriel Chalita, enfrentou ontem resistência, durante palestra a professores e diretores de escolas, à sua proposta para acabar com as filas por vagas em creches da rede pública municipal. Chalita foi vaiado duas vezes no encontro do Sindicato dos Especialistas de Educação do Ensino Público Municipal (Sinesp), na região central da cidade.

O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2012 | 03h02

Ele contrariou a plateia ao dizer que planejava zerar o déficit de vagas em creches, atualmente de 145 mil, promovendo convênios com faculdades privadas. A proposta é uma das principais do programa de governo do peemedebista. Ele diz que só assim conseguiria acabar com a falta de vagas em dois anos.

Os servidores, no entanto, são contra o aumento de creches conveniadas, porque alegam que os salários são baixos e a estrutura precária - o que comprometeria a qualidade do ensino. "Queremos que o poder público seja responsável diretamente", cobrou o diretor Paulo Roberto da Silva. "Quem é ele para falar que esse é o único jeito de acabar com a fila? Ele sentou para conversar com a gente?", questionou. / F. F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.