CGU avalia que só parte do valor vai ser recuperada

A expectativa do governo de recuperar o dinheiro desviado em convênios com entidades privadas sem fins lucrativos é pequena. "Infelizmente, o índice de recuperação historicamente é baixo", comentou ontem o ministro Jorge Hage, da Controladoria-Geral da União (CGU), que coordena a análise determinada pela presidente Dilma Rousseff. As Tomadas de Contas Especiais, que o governo pretende instalar no final do mês para recuperar parte dos recursos desviados em até 305 convênios sob análise, deverão ser concluídas em 180 dias. Depois dessa fase interna, as tomadas seguem para o Tribunal de Contas da União (TCU). / M.S.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.