CENÁRIO: Sentimentos diferentes para a pesquisa na véspera do 2º turno

Ibope divulga neste sábado, 27, o última levantamento sobre intenção de voto antes da realização do segundo turno das eleições 2018

Ricardo Galhardo e Constança Rezende, O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2018 | 05h00

Referência sobre o humor do eleitor nesta reta final da campanha, o Ibope divulga neste sábado, 27, a última pesquisa de intenção de voto antes da realização do segundo turno das eleições 2018. Petistas e bolsonaristas têm expectativas diferentes sobre o resultado. Enquanto o PT aposta em mais uma redução da vantagem que o separa de Jair Bolsonaro (PSL), o comando da campanha do deputado diz que a sondagem não tem credibilidade.

Petistas avaliam que, se Fernando Haddad chegar hoje a uma diferença de menos de dez pontos porcentuais em relação a Bolsonaro, existiria a chance de uma “virada”. Os resultados da mais recente pesquisa do Ibope (indicando uma vantagem de 14 pontos para o Bolsonaro) foram uma injeção de gás na militância, que já dava a disputa por perdida. O PT avalia ainda que, seja qual for o resultado das urnas neste domingo, 7, a campanha de Haddad terminaria de forma ascendente, com reflexos positivos para a oposição a um eventual governo Bolsonaro. Haddad termina a campanha com um ato na favela de Heliópolis, a maior de São Paulo. 

Do lado de Bolsonaro, o sentimento declarado é o oposto do apresentado pelos petistas. Principal articulador da campanha do PSL à Presidência, o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM) afirma que o grupo não está preocupado com a pesquisa. Mais, exatamente, que seria “perda de tempo” se preocupar com algo que não teria credibilidade. Ele também nega que a diminuição da vantagem para o adversário tenha provocado alguma mudança no rumo da campanha nos últimos dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.