Carvalho tenta dirimir criticas de apoio de Maluf em SP

Carvalho observou que a candidatura de Fernando Haddad a prefeito de São Paulo é organizada pelas lideranças e dirigentes do PT

Leonêncio Nossa e Tânia Monteiro, de O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2012 | 11h10

O ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, disse nesta quinta-feira, 10, que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não pode ser responsabilizado sozinho pela polêmica fotografia em que aparece ao lado de Paulo Maluf (PP).

Em entrevista num hotel da Barra da Tijuca, onde participa da conferência Rio+20, Carvalho observou que a candidatura de Fernando Haddad a prefeito de São Paulo é organizada pelas lideranças e dirigentes do PT. "Ele (Lula) está conversando com muita gente", afirmou. "Está se atribuindo ao Lula uma responsabilidade que não é só dele."

Na conversa com os jornalistas, o ministro reconheceu que o ex-presidente ainda se recupera de problema de saúde, mas repetiu que a direção nacional do PT participa da organização da campanha de Haddad. "Ele (Lula) não está sozinho", disse Carvalho.

O ministro afirmou que, agora, com a desistência de Luiza Erundina (PSB) em ser vice de Haddad, o PT precisa buscar um novo nome e "tocar a vida para frente". "Essas coisas acontecem. A redução dos danos agora é a própria dinâmica da campanha que vai ditar", ressaltou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.