Divulgação
Divulgação

Capacete que liga moto, centro para atletas de games: veja propostas de candidatos em SP

No primeiro debate na televisão, foram apresentados projetos inusitados para a cidade de São Paulo

Bianca Gomes, O Estado de S.Paulo

02 de outubro de 2020 | 09h01

“Programa Jovem Capitalista”, “pronto-socorro do emprego”, centro municipal para jogadores de games, capacete que liga moto. Candidatos à Prefeitura de São Paulo aproveitaram o debate desta quinta-feira, 1º, para dar “nome e sobrenome” a algumas de suas propostas mais inusitadas para a cidade. 

Arthur do Val (Patriota), conhecido como “Mamãe Falei”, propôs a criação do “Programa Jovem Capitalista”, pois, segundo ele, todos têm o direito de ter lucro. “Vamos fazer parcerias com a iniciativa privada e com o poder influente que nós temos na Faria Lima”, disse o deputado estadual. Segundo ele, a Prefeitura de São Paulo deve, a partir de parcerias, usar a estrutura das escolas para que os jovens da periferia tenham acesso a “educação de verdade”. “Não é justo que enquanto o filho do rico tenha uma educação de qualidade, o filho das pessoas mais pobres tenham que fazer aula de grafite e breakdance.”

Para combater o desemprego na cidade de São Paulo, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL) quer criar o “pronto-socorro do emprego”, que contará com “linhas específicas” para homens, jovens e mulheres. No debate desta quinta, Joice optou por dar mais detalhes sobre a ação para o público feminino. “Vou criar o Banco da Mulher. Não é só microcrédito, não. É capacitação, qualificação, acompanhamento e microcrédito para que ela possa empreender dentro de casa. É a liberdade econômica que as nossas mulheres precisam.”

Joice também apresentou uma proposta para reduzir o número de mortes de motociclistas na capital. Uma solução, diz ela, é transformar o capacete em uma espécie de “chave da moto”. “Parte dos acidentes acontece porque o motociclista não está usando capacete de forma adequada. Ele coloca o capacete, mas às vezes não prende ou está com a viseira aberta”, disse Joice. “(Com tecnologia) se o capacete não tiver bem colocado, acoplado na jugular, a moto simplesmente não funciona. Isso evita acidentes mais graves e até morte.”

A desigualdade social escancarada pela pandemia do coronavírus também apareceu na proposta dos candidatos. Marina Helou, da Rede, quer dar mais oportunidades às mulheres negras da periferia com soluções como o “Bolsa Neném”. A deputada estadual falou ainda em combater a violência obstétrica e dar créditos para mulheres empreendedoras.

Para Entender

Calendário Estadão

As datas, definições partidárias, candidaturas e a cobertura especial do jornal das campanhas pelo País e nos Estados Unidos

O candidato do Republicanos, Celso Russomanno, chamou a proposta de Marina de “demagogia” e reforçou sua ideia de criar o “auxílio paulistano”, um complemento ao auxílio emergencial do governo federal. Segundo ele, seria possível colocar o projeto de pé com a renegociação da dívida de São Paulo com a União, que seria possível por causa de sua amizade com o presidente Jair Bolsonaro.

Outra proposta de Russomanno é a implementação de centros municipais para os "atletas de games". “Temos 4 milhões de pessoas que não têm onde fazer os seus esportes”, justificou o deputado. Em seu discurso de encerramento, o apresentador voltou a falar da ideia, mas sem outros detalhes.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.