Reprodução Facebook
Reprodução Facebook

Candidato a prefeito em Manaus prende suspeito de assalto durante campanha

Ex-policial militar, o Capitão Alberto Neto (Republicanos) participava de um evento com apoiadores quando aconteceu o episódio

Pedro Caramuru, O Estado de S.Paulo

07 de outubro de 2020 | 18h01

O candidato à Prefeitura de Manaus, ex-policial militar e deputado federal, Capitão Alberto Neto (Republicanos-AM), prendeu, nesta quarta-feira, 7, um suspeito de roubar passageiros do ônibus da linha-651, que faz a ligação entre a zona sul e leste da capital amazonense. O suspeito foi apreendido por policiais da 11ª Companhia Interativa Comunitária (CICOM) após a ação do candidato.

Segundo a equipe do candidato, Alberto Neto realizava um evento de campanha com apoiadores nas ruas do bairro do Coroado, zona Leste, quando fez a abordagem do suspeito dentro do veículo de transporte coletivo."Acabamos de participar de uma ocorrência policial, onde infratores levaram celulares das vítimas que estavam no ônibus, aqui na frente do Coroado, onde nós estávamos fazendo nossa panfletagem”, informou o candidato.

Ao Broadcast Político, Alberto Neto disse que a presença do assaltante no ônibus lhe foi alertada pela buzina do condutor do coletivo que tentava chamar a atenção de uma viatura de polícia no sentido contrário da via. "O instinto policial e o tirocínio acionaram na hora. Puxei a arma e corri para fazer a abordagem. Para salvar a quem precisasse no momento porque estava a vítima em confronto com o agressor", informou.

"Esse é o drama que a população manauara passa todos os dias, a falta de segurança nos coletivos, por isso temos no nosso programa de governo o BUSER, é um aplicativo que vai monitorar nossa frota", completou Alberto Neto, aproveitando para seguir com a campanha.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2020Manaus [AM]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.