Candidatos do PSDB e do PR vão para o 2º turno em Cuiabá

O atual prefeito, Wilson Santos, ficou com 47,92% dos votos e Mauro Mendes, com 26,59%

Nelson Francisco, de O Estado de S. Paulo,

05 de outubro de 2008 | 21h15

Contrariando a maioria das pesquisas regionais, inclusive as do Ibope, a eleição em Cuiabá, que tinha uma tendência a ser decidida no primeiro turno, terá seu resultado definitivo apenas no segundo turno. O prefeito Wilson Santos (PSDB), que tenta a reeleição, vai disputar a prefeitura com o empresário Mauro Mendes (PR).   Veja Também: Cobertura completa das eleições 2008  Eu prometo: Veja as promessas de campanha dos candidatos  Imagens da votação pelo Brasil    Wilson Santos (PSDB) e Mauro Mendes (PR) se confirmam no segundo turno em Cuiabá, Mato Grosso, com 47,92% e 26,59%, respectivamente. Walter Rabello (PP) ficou em terceiro lugar, com 16,94% dos votos, seguido por Valtenir (PSB), com 4,88% e Procurador Mauro, com 3,67%.     Os três vereadores mais votados do município foram Everton Pop (PP), Luterto Ponce (PMDB) e Francisco Vuolo (PR).   A estratégia dos tucanos era conquistar novamente a prefeitura de Cuiabá em primeiro turno e lançar Santos ao governo do Estado em 2010. Depois de duas derrotas seguidas do ex-senador Antero Paes de Barros para Maggi - e com a morte de Dante de Oliveira, em 2006 -, o PSDB aposta no atual prefeito de Cuiabá para disputar governo do Estado.   Mendes subiu nas últimas pesquisas de instituto regionais passando à frente de Walter Rabello (PP), um popular e conhecido apresentador de televisão na cidade. Com números desfavoráveis, o jornalista ameaçou abandonar a campanha.   Empresário bem-sucedido do setor de metalurgia, Mauro Mendes, é amigo pessoal de Maggi e foi alçado à carreira política nos últimos meses por influência das lideranças regionais do PR.   Numa aliança que uniu 12 partidos, entre eles PDT, PTB e PPS, Santos atacou duramente seus principais adversários durante a campanha. Um dos pontos positivos de sua campanha, avaliam analistas políticos, foi ter apresentado "concretamente", o cumprimento de promessas feitas para o primeiro mandato.Segundo o Diário de Cuiabá, na última rodada da pesquisa Ibope, divulgada pela afiliada da TV Globo em Mato Grosso, o prefeito e candidato à reeleição Wilson Santos (PSDB) continuava em primeiro lugar, com 46,53% das intenções de voto. Em seguida, vinha o candidato republicano, Mauro Mendes, com 21,59% e o candidato do PP, Walter Rabello, com 15,26% das intenções de voto.   Segundo o Diário de Cuiabá, a campanha em Cuiabá foi marcada por disputas judiciais. No último dia de horário eleitoral gratuito, o programa foi marcado por direitos de resposta devido a informações incorretas e acusações sem fundamento.   A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Roussef, participou de comício do candidato do PR, Mauro Mendes, em Cuiabá, segundo o jornal local Diário de Cuiabá. De acordo com ela, o candidato tinha o apoio do presidente e minou tentativas de adversários colarem suas imagens à de Lula. "É preciso deixar claro que o candidato Mauro Mendes conta com o apoio do presidente Lula", disse, segundo o jornal local.   Cinco candidatos concorreram à prefeitura da cidade. Entre as propostas, estão melhorias no transporte coletivo e investimentos nas áreas de educação, saúde e principalmente segurança.   O Mapa da Violência dos Municípios de 2008, classificou Cuiabá como a sétima capital com maior taxa de homicídios. São 45 assassinatos a cada 100 mil habitantes. A única capital da Amazônia Legal que está a frente é Porto Velho, em Rondônia, com 68 assassinatos a cada 100 mil pessoas.   Dados do IBGE de 2005 mostram que Cuiabá possui 260 estabelecimentos de saúde que atendem à uma população de 527 mil habitantes. Segundo o TRE de MT, o número de denúncias contra candidatos e propagandas irregulares dobrou em agosto, em relação ao mês anterior.   (Agência Brasil)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.