Candidato do PP em Campo Grande reclama de ‘jogo sujo’ na campanha

Ele evitou comentar a provável vitória no pleito, afirmando que prefere 'aguardar o resultado final, para comemorar'

João Naves Oliveira, especial para O Estado,

28 de outubro de 2012 | 15h45

CAMPO GRANDE - Líder nas pesquisas de intenções de voto, o deputado estadual Alcides Bernal (PP), declarou ao votar no final da manhã deste domingo, 28, que "a consciência do civismo dos eleitores venceu o jogo sujo". Explicou ter sido injustamente acusado e difamado durante a campanha do primeiro e segundo turno, mas "tudo está caminhando para os coronéis não continuarem no poder".

 

Ele evitou comentar a provável vitória no pleito, afirmando que prefere "aguardar o resultado final, para comemorar". Sobre um vídeo veiculado no Youtube desde sábado, 27, mostrando uma mulher comprando voto para o seu concorrente, ressaltou: "A gravação é a prova cabal e a Justiça precisa punir aqueles que compram voto e eu sei quem são eles".

 

O governador André Puccinelli (PMDB) ignorou as perguntas dos jornalistas sobre o vídeo e defendeu a vitória do seu candidato, Edson Giroto (PMDB). "Estou apostando nesse resultado. Em 1996 o favorito era o Zeca do PT e eu venci o para prefeito de Campo Grande, com a diferença de apenas 411 votos. De qualquer forma, eu não creio em grande diferença, repito: são poucos votos que decidirão esta eleição."

 

Giroto também acredita na vitória peemedebista, embora tenha menos 20 pontos em relação ao Bernal, conforme apontam as últimas pesquisas. Puccinelli caminhou mais de dois quilômetros até o local de votação, acompanhado pela primeira dama Beth Puccinelli, além do prefeito Nelsinho Trad, do candidato e o vice da chapa, Dagoberto Nogueira (PDT).

Tudo o que sabemos sobre:
eleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.