PCO/Reprodução
PCO/Reprodução

Candidato do PCO é crítico de Boulos e apoia Lula

Antônio Carlos descartou abandonar candidatura para apoiar nome do PSOL

Bianca Gomes, O Estado de S.Paulo

15 de novembro de 2020 | 05h00

Professor da rede pública do Estado há quase 30 anos, Antônio Carlos Silva (PCO) manteve sua a candidatura à Prefeitura de São Paulo mesmo com poucos recursos e sem espaço na propaganda eleitoral da televisão. A campanha, segundo ele, é uma oportunidade para apresentar o programa do partido, que inclui pautas como a defesa pela educação gratuita e pelo direito das mulheres. 

Defensor da união das esquerdas em torno do ex-presidente Lula para enfrentar Jair Bolsonaro, Antônio Carlos é crítico de Guilherme Boulos e descartou abandonar sua candidatura para apoiar o candidato do PSOL, como fizeram os nanicos PCB e UP. “Somos contrários a essa política, porque ela mostra que os partidos estão perdendo a razão de ser”, disse em entrevista à Rádio Eldorado.

Nas pesquisas de intenção de voto do Ibope, o candidato do PCO tem menos de 1% das menções. Essa foi a sua quarta participação em eleições majoritárias. Carlos já disputou a prefeitura de Piracicaba, do Rio de Janeiro e tentou uma vaga no Senado e na Câmara. Hoje, além de professor de matemática, é o responsável pela Corrente Sindical Nacional Causa Operária, da Central Única de Trabalhadores (CUT).

Seu plano de governo para as eleições de 2020 traz propostas como o cancelamento do ano letivo e auxílio emergencial com aumento de 100% do valor do governo, além da extensão do benefício para todos os inscritos sem emprego e sem renda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.