Divulgação/PCO
Divulgação/PCO

Candidato do PCO ao Senado pelo Rio de Janeiro morre aos 53 anos

Partido informou que Fernando Fagundes Ribeiro sofreu um aneurisma durante ato de campanha e teve complicações que o levaram a óbito na sexta, 5

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2018 | 16h12

O candidato ao Senado pelo Rio de Janeiro Fernando Fagundes Ribeiro (PCO) morreu na última sexta-feira, 5, em decorrência de complicações após sofrer um aneurisma durante ato de sua campanha, informou o partido. Ele tinha 53 anos e era professor universitário na Universidade Federal Fluminense (UFF).

De acordo com o partido, ele permaneceu inconsciente por alguns dias, hospitalizado, e uma das possíveis causas de sua morte foi uma infecção generalizada decorrente de uma infecção hospitalar. Ele aparecia com 1% das intenções de voto na última pesquisa Ibope para o Senado no Estado.

A candidatura de Fernando Fagundes havia sido indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indeferida, mas ele era considerado apto a concorrer porque havia a possibilidade de recurso.

"O companheiro Fernando sempre será lembrado pelo seu natural espírito coletivo, altruísmo, grande inteligência e solidariedade humana, traços característicos do militante revolucionário e tão ausentes na política burguesa", escreveu a Executiva Nacional do PCO, em nota. "Nossa maior demonstração de respeito pela memória do companheiro é levar adiante a luta, a qual ele foi obrigado a deixar, por um capricho do destino, com a maior firmeza e dedicação que nunca."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.